Connect with us

América do norte

Estudo aponta aumento de 150% em ataques contra asiáticos nos EUA

A cidade com mais registros foi Nova York, que viu aumentar em mais de 800% os crimes de ódio contra asiáticos se comparado com 2019

Ady Ferrer

Published

on

Segundo uma análise do departamento de estática da Polícia dos Estados Unidos, aumentou em 150% a violência contra asiáticos nas maiores cidades do país. Em 2020, foram registrados 122 crimes de ódio contra asiáticos, segundo o Centro de Estudo de Ódio e Extremismo da Universidade Estadual da Califórnia.

O maior aumento no número de ataques nesse ano foi na cidade de Nova York: 28. Em 2019, 3 casos foram registrados, portanto um aumento de 833%. Los Angeles vem logo em seguida: 15 ataques em 2020, contra 7 em 2019, aumento de 114%. Outras cidades também registraram aumento maior que 100%: San Jose, na California (de 4 para 10), Filadélfia, na Pensilvânia e Cleveland, Ohio (de 2 para 6 casos cada).

Apenas 1 cidade registrou declínio: Washington D.C., capital do país, registrou 3 ataques em 2020. Em 2019, foram 3.

O FBI define um crime de ódio como uma ofensa criminal motivada por raça, religião, orientação sexual e outros fatores. Ativistas pelos direitos do asiáticos-americanos atribuem o aumento à retórica de Donald Trump de culpar a China pela pandemia.

O último incidente registrado foi um ataque com faca contra um homem de 36 anos por Salman Muflhi, de 23. O agressor foi preso e acusado de tentativa de assassinato, mas ainda não foi enquadrado em crime de ódio.

A Stop AAPI Hate, organização criada no ano passado para mapear esse ataques, registrou mais de 2800 ataques entre março e dezembro de 2020. Segundo a organização, 90% dos ataques foram verbais e 9% foram físicos. Há 2 semanas, um homem foi preso após empurrar uma mulher, no bairro do Queens, em Nova York, que bateu a cabeça e desmaiou.

No mês passado, a Stop AAPI Hate afirmou que 126 desses ataques envolviam maiores de 60 anos. A segurança foi reforçada nos bairros tradicionais chineses, os Chinatowns, dos Estados Unidos e também do Canadá, onde um idoso de 91 anos foi violentamente jogado ao chão.

*com informações de VOA

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista formada pela UCPel-RS, especialista em Relações Internacionais pela UnB e pós-graduanda em Cinema e Audiovisual pela Belas Artes de São Paulo. Podcaster no MIDcast política, #AdyNews e SulCast.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X