Connect with us

América Latina

Chile: Povos Mapuches iniciam recuperação de território ancestral

Empresa privada está sob o controle de propriedade ancestral. Povos afirmam que governo vem respondendo a demandas indígenas com repressão militarizada.

Karla Burgoa

Published

on

Membros de cinco comunidades indígenas mapuche anunciaram no domingo (21) a recuperação de uma propriedade ancestral que está sob o controle de uma empresa florestal, na ausência de uma política do governo de Sebastián Piñera para restaurar seus territórios.

Segundo um comunicado, a propriedade ancestralmente chamada de Xayenmawiza está sob domínio da empresa florestal privada e está localizada na comunidade Nueva Imperial, província de Cautín, em Araucanía.

Os Mapuche afirmam ter insistido, por meio de um diálogo de paz, que o setor privado e o Estado chileno reparem os danos causados ​​a seus territórios sagrados.

Além disso, declaram que estão iniciando a recuperação, em resposta ao incumprimento destes setores, que consideram responsáveis por desenvolver ações que reduziram a riqueza florestal e hídrica de um local profundamente ligado às suas tradições.

Segundo as comunidades, “Xayenmawiza” sempre foi comum para a realização de cerimônias espirituais como o guillatún, que entre danças e orações permite solicitar que projetos futuros sejam realizados sob o manto da prosperidade.

As comunidades afirmam que, entre outras questões, a sacralidade daquele local também está ligada à existência de inúmeras ervas medicinais de que necessitam.

Por outro lado, os povos denunciam que o Governo do Chile, sob o impulso de grupos racistas e vinculado a interesses latifundiários e florestais, vem respondendo a demandas territoriais como as deles com um clima de repressão militarizada.

*com informações de Radio Del Mar

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X