Connect with us

Ásia

Golpe em Mianmar: junta militar pede a imprensa que não use a palavra “junta” para descrever a junta militar

Líder da junta militar pede para que a imprensa pare de usar a palavra “junta” para classificar a junta militar

Ady Ferrer

Published

on

O líder do golpe militar, General Min Aung Hlaing, pediu para a mídia parar de usar as palavras “regime” e “junta” para descrever o grupo que tomou o poder de Mianmar no dia 1° de fevereiro. Segundo o Ministério da Informação, as duas palavras não podem ser usadas para descrever o novo governo, dizendo que foi “formado constitucionalmente pelo Exército“.

As direções foram enviadas para o Conselho de Imprensa de Mianmar. O governo também pediu para que os jornalistas ajam de forma “ética” e não inflem os protestos. No entanto, o conselho não está funcionando após 23 dos 26 membros pedirem demissão em protesto contra o golpe.

O líder Aung Hlaing afirmou na segunda, 22, em reunião com seu gabinete, que pretende regular a mídia no país.

*com informações de The Irrawaddy

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista formada pela UCPel-RS, especialista em Relações Internacionais pela UnB e pós-graduanda em Cinema e Audiovisual pela Belas Artes de São Paulo. Podcaster no MIDcast política, #AdyNews e SulCast.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X