Connect with us

América Latina

União Europeia sanciona oficiais do governo Venezuelano

Autoridades venezuelanas são acusadas de minar a democracia e violar os direitos humanos no país sul-americano

Nathália Urban

Published

on

Na segunda-feira, os ministros das Relações Exteriores da União Europeia impuseram sanções a 19 importantes autoridades venezuelanas acusadas “de minar a democracia ou violar os direitos humanos no país sul-americano.” Os oficiais, que incluem generais de alto escalão e outros comandantes do exército, bem como juízes da Suprema Corte e altos políticos do governo de Nicolás Maduro, foram atingidos com proibições de viagens e congelamento de bens “em vista da deterioração da situação na Venezuela após o mês de dezembro, com as Eleições de 2020 ”, disse o Conselho da UE em um comunicado.

 As eleições de dezembro para uma nova Assembleia Nacional da Venezuela foram amplamente criticadas e boicotadas por grande parte da oposição, incluindo Juan Guaidó.  Os ministros das Relações Exteriores da UE adotaram conclusões no mês passado dizendo que as eleições “não cumpriram os padrões internacionais para um processo democrático” e não podem ser reconhecidas como confiáveis. Porém, não reconhecem mais Guaidó como “presidente interino do país”.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X