Connect with us

América Latina

Colômbia inicia vacinação contra COVID-19

O governo colombiano planeja imunizar um milhão de pessoas durante o primeiro mês de vacinação, começando com profissionais de saúde e maiores de 80 anos

Karla Burgoa

Published

on

A vacinação contra COVID-19 na Colômbia começou nesta quarta-feira (17) em Sincelejo, capital do departamento caribenho de Sucre, onde a enfermeira Verónica Luz Machado, 46, recebeu a primeira dose de um lote de 50.000 vacinas fabricadas pela Pfizer, que chegaram ao país nessa segunda-feira.

“A pandemia realmente mudou nossas vidas completamente, especialmente para mim e meus colegas, porque estávamos enfrentando um vírus desconhecido, não sabíamos como responder”, disse Machado em uma transmissão do governo no início desta semana. “É um risco que os profissionais de saúde enfrentam todos os dias quando saímos de casa para trabalhar no que gostamos, pelo que somos apaixonados. Tive muito medo”, acrescentou.

Machado, que é enfermeiro-chefe da unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Universitario de Sincelejo, recebeu a vacina na presença do presidente colombiano, Iván Duque, da vice-presidente Marta Lucía Ramírez e do ministro da Saúde, Fernando Ruiz, que aplaudiu quando a dose foi aplicada.

“Hoje começa um novo capítulo no que é a derrota desta pandemia”, disse Duque minutos após a aplicação da primeira dose em Machado, a quem destacou como “uma mulher que salvou vidas e esteve na linha da frente das atenções contra COVID-19 “. Duque sublinhou que a campanha que começou hoje marca o início da “vacinação massiva, segura, eficaz e gratuita em território nacional”.

Esta tarde a vacinação começará em Montería, capital do vizinho departamento de Córdoba, também com a presença do presidente. Para amanhã está agendada a aplicação das primeiras doses em Bogotá, Medellín, Cali, Barranquilla, Cartagena e Bucaramanga, e nos dias seguintes irão aderir outras cidades e regiões do país, processo que tem sido criticado por alguns setores que consideram que vacinação está sendo muito burocrática.

O governo colombiano planeja imunizar um milhão de pessoas durante o primeiro mês de vacinação, começando com profissionais de saúde e maiores de 80 anos. Em seguida, pretende vacinar 35,2 milhões de pessoas por ano, o equivalente a 70% da população nacional, para alcançar a imunidade coletiva.

O governo comprou 61,5 milhões de doses dos laboratórios Pfizer, AstraZeneca, Moderna, Janssen (da Johnson & Johnson) e Sinovac, além de um acordo com a Rússia para uma possível compra também da vacina Sputnik. Este total inclui 20 milhões de soros que o país receberá por meio do mecanismo Covax.

*com informações de EFE

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X