Connect with us

América Latina

México ultrapassa marca de 1,9 milhões de casos de coronavírus

O México ocupa o décimo terceiro lugar no mundo em número de infecções e o terceiro lugar com mais mortes por covid-19, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil.

Karla Burgoa

Published

on

Mais de 1,9 milhão de pessoas foram infectadas com o coronavírus no México desde o início da pandemia. Os dados são do Ministério da Saúde, que divulgou por meios das redes sociais, que na última sexta-feira (5) 13.051 novas infecções e 1.368 novos óbitos foram registrados pela Covid-19, aumentando o número total de casos para 1.912.871 e os óbitos subiram para 164.290 óbitos.

Com esses números, o México ocupa o décimo terceiro lugar no mundo em número de infecções e o terceiro com mais mortes por covid-19, atrás dos Estados Unidos e do Brasil, de acordo com a US Johns Hopkins University.

A capital mexicana acumula 18,4 por cento do total de mortes por coronavírus no país centro-americano.

De acordo com as autoridades sanitárias mexicanas, até o momento 700.316 vacinas contra o coronavírus foram aplicadas entre profissionais de saúde e educacionais e já existem 64.246 pessoas que receberam as duas doses.

Nessa sexta-feira, o ministro das Relações Exteriores, Marcelo Ebrard, disse que após cumprir a fase 3 de sua vacina no México, a farmacêutica chinesa CanSino Biologics informou que solicitará permissão para uso emergencial de sua vacina contra Covid-19.

O México tem acordos para 34,4 milhões de doses da Pfizer, 77,4 milhões da AstraZeneca da Grã-Bretanha, 35 milhões da CanSino e 51,5 milhões da plataforma Covax. Além disso, negociou com a Rússia 24 milhões de doses da fórmula do Sputnik V.

Com informações de Telesur

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X