Connect with us

América Latina

Bolívia, Venezuela e Paraguai devem iniciar vacinação em massa com Sputnik V

O comunicado foi divulgado depois que a prestigiosa revista científica The Lancet publicou na terça-feira os resultados intermediários da fase 3 dos testes clínicos da vacina Sputnik V. O diretor executivo do Fundo de Investimento Russo disse que o imunizante é “uma vacina para toda a humanidade”.

Karla Burgoa

Published

on

O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) informou na terça-feira (02) que pelo menos 12 países, incluindo Bolívia e Venezuela, vão iniciar campanha de imunização em massa nas próximas semanas com a vacina russa contra a covid-19, Sputnik V.

Em nota assinada em conjunto com o Centro Nacional de Pesquisa em Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya do Ministério da Saúde da Rússia, a instituição afirmou que durante a primeira semana de fevereiro começará a campanha de vacinação em massa com o Sputnik V em um grupo de países que inclui a Bolívia, Paraguai e Venezuela.

As nações que completam a lista, até uma dezena, são Cazaquistão, Turcomenistão, Palestina, Emirados Árabes Unidos (Emirados Árabes Unidos), Hungria, Armênia, Argélia, Republika Srpska (parte da Bósnia e Herzegovina) e Irã.

O comunicado foi divulgado depois que a prestigiosa revista científica The Lancet publicou na terça-feira os resultados intermediários da fase 3 dos testes clínicos da vacina Sputnik V.

Em seu artigo, o The Lancet aponta que o composto da vacina russa é 91,6% eficaz contra a Covid-19; fornece proteção total contra casos graves da doença e 94 por cento de efeitos adversos leves.

Além disso, destaca suas vantagens, ou seja, é baseado em uma plataforma de vetores adenovirais humanos, que se mostraram seguros ao longo de décadas de uso, é facilmente distribuído em todo o mundo devido à sua temperatura de armazenamento entre 2 e 8 graus celsius e é uma das vacinas mais acessíveis do mundo, custando menos de US $10 por injeção.

“Este é um grande dia na luta contra a pandemia Covid-19. Dados publicados pelo The Lancet mostram não apenas que o Sputnik V é a primeira vacina registrada no mundo, mas também uma das melhores. Protege totalmente contra casos graves de Covid-19 (…) é uma das três vacinas no mundo com uma eficiência superior a 90 por cento, mas supera estas em termos de segurança, facilidade de transporte, pois armazena uma temperatura de +2 a +8 graus e um preço mais acessível. O Sputnik V é uma vacina para toda a humanidade ”, disse Kirill Dmitriev, diretor executivo da RDIF, sobre a publicação do The Lancet.

Com informações da Telesur

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X