Connect with us

América Latina

Durante discurso, Maduro denuncia atentado terrorista ao gasoduto Oriente.

Segundo o presidente, o atentado teria o objetivo de afetar o abastecimento de gás do país. Não houve mortes nem feridos

Karla Burgoa

Published

on

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou neste sábado (23) um atentado terrorista ao gasoduto Oriente, que teria o objetivo de afetar o abastecimento de gás do país. O incêndio foi controlado pelos próprios trabalhadores que estavam no local.

Em discurso público da sacada do Palácio Miraflores (sede do Executivo) para comemorar o 63º aniversário da Insurreição Popular de 23 de janeiro de 1958, o presidente explicou sobre o incêndio ocorrido naquela instalação, sem outros detalhes.

“Hoje sofremos um atentado terrorista ao Gasoduto do Leste do país, que provocou um incêndio na zona (…) O atentado tinha como objetivo afetar o abastecimento de gás da Venezuela, embora não tenha tido sucesso”, indicou o chefe de estado.

Da mesma forma, o presidente venezuelano afirmou que as autoridades já estão investigando o incidente e o incêndio já foi controlado, “triunfamos no caminho da moralidade e da verdade”, acrescentou.

O Chefe de Estado afirmou que a ação terrorista contra a refinaria situada entre as localidades de Barbacoa e Capiricual, no norte de Anzoátegui, visava afetar o abastecimento de gás do país.

“Covardes, terroristas, mas nossa maior satisfação contra todos eles é que as pessoas humildes a pé, essas pessoas saem vitoriosas”, disse.

Por fim, destacou que o povo venezuelano acredita “em Bolívar, em Negro Primero, no grande Cacique Guaicaipuro, em Terepaima, em Chacao, em Urimare (…) acreditamos neles, os habitantes originários dessas terras, em Fabricio Ojeda em Hugo Trejo e Livia Governeur ”.

Segundo as autoridades, não houve mortes ou feridos, e os trabalhadores da PDVSA Gás conseguiram fechar as válvulas do duto para controlar o vazamento.

*com informações de Quédate a Ver

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X