Connect with us

América do norte

QAnon: pesquisadores analisam frequência de hashtags após banimento de contas no Twitter

Pesquisadores analisaram mais de 600 contas com, no mínimo, 10 mil seguidores e perceberam queda na frequência das hashtags a favor do QAnon

Ady Ferrer

Published

on

Pesquisadores da ADL vêem queda expressiva na frequência de assuntos relacionados ao QAnon no Twitter após o banimento de mais de 70 mil contas. Logo no dia seguinte aos banimentos, 8 de janeiro, a queda foi de 73% no uso de hashtags relacionadas à teoria de conspiração. Depois de 11 dias, a queda permaneceu em torno de 90%.

Os pesquisadores analisaram tweets simpáticos ao QAnon postados entre os dias 19 de dezembro de 2020 e 19 de janeiro de 2021, calculando a frequência de tweets em um intervalo de 4 horas. Foram analisadas 656 contas com mais de 10 mil seguidores.

A organização alerta, no entanto, que isso não significa uma queda na popularidade do movimento:

“Embora a lista inclua muitas das hashtags mais proeminentes, é importante notar que não é abrangente e que novas hashtags pró-QAnon continuam aparecendo e se tornando mais populares com o tempo”

Jornalista formada pela UCPel-RS, especialista em Relações Internacionais pela UnB e pós-graduanda em Cinema e Audiovisual pela Belas Artes de São Paulo. Podcaster no MIDcast política, #AdyNews e SulCast.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X