Connect with us

América do norte

Twitter bloqueia conta da embaixada da China nos EUA

Plataforma suspendeu conta da embaixada por um tweet defendendo a política da China em relação ao povo Uighur. Estados Unidos acusa país de genocídio.

Ady Ferrer

Published

on

O Twitter bloqueou a conta da Embaixada da China nos Estados Unidos por um tweet que defende as políticas do país com o povo Uighur. A plataforma afirmou que o tweet infringiu suas regras e seu valor contra a “desumanização” de pessoas.

Um dia antes da saída de Donald Trump do governo, o então Secretário de Estado, Mike Pompeo, acusou a China oficialmente. É o primeiro país a fazer isso. Segundo Pompeo, a China forçou a esterilização de mulheres e pratica tortura contra os Uighur. Grupos de Direitos Humanos também acusam o país de prender mais de um milhão de Uighur e outros minorias muçulmanos em uma rede de campos de concentração.

A China diz que suas políticas em Xinjiang são necessárias para neutralizar ameaças separatistas e terroristas, além de levar desenvolvimento para a região. Em resposta às ações de Pompeo, a China baniu 28 pessoas de entrar no país.

“Esse dito ‘genocídio’ é um rumor e uma farsa fabricada por algumas forças anti-China para difamar a China” disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, em novembro de 2020

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista formada pela UCPel-RS, especialista em Relações Internacionais pela UnB e pós-graduanda em Cinema e Audiovisual pela Belas Artes de São Paulo. Podcaster no MIDcast política, #AdyNews e SulCast.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X