Connect with us

Indígenas

Indígenas são vítimas de despejo e trabalho escravo em propriedade rural em Caxias do Sul

Os trabalhadores também sofreram ameaças e estavam sem receber pagamento

Karibuxi

Published

on

No final da tarde da última segunda-feira (18), 39 indígenas, até o momento sem etnia identificada, foram despejados de uma propriedade rural onde trabalhavam na cidade de Caxias do Sul (RS). A denúncia foi feita pela vereadora Estela Balardin e o despejo foi acompanhado pela Comissão de Direitos Humanos do município.

Foto: Estela Balardin

O grupo de trabalhadores, que vieram de diferentes localidades, alega que foram vítimas de ameaças, inclusive com armas de fogo, pelos funcionários da propriedade. Eles também estavam sem receber pagamento e trabalhavam em condições precárias e com falta de segurança.

Os trabalhadores tentaram um acordo com os proprietários da empresa, porém sem sucesso. Eles foram então encaminhados para a Encruzilhada de Ana Rech, onde seriam levados para suas regiões de origem, o que também não aconteceu.

Foto: Estela Balardin

“Em plena véspera do Dia da Consciência Indígena, saber que isso tá acontecendo na cidade que eu vivo é um horror! Trabalho escravo! A colonização segue em curso!”, escreveu Patrick Oderiê, do povo Charrua e residente em Caxias do Sul, em uma rede social.

Foto: Estela Balardin

Segundo informações da vereadora Estela Balardin, às 8h da manhã desta terça, representantes do grupo indígena iriam se reunir com os advogados que irão lhes representar, e às 10h, com os representantes do grupo e o dono da propriedade, junto com a Promotoria.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X