Connect with us

Indígenas

Indígena é espancada e quase queimada viva por evangélicos no MS

Fato ocorreu no último dia 12, a vítima foi surpreendida em casa pelos agressores que carregavam pedaços de madeira, facão e um martelo

Karibuxi

Published

on

Uma jovem indígena de 29 anos, residente na aldeia Amambaí, no Mato Grosso do Sul, foi brutalmente agredida por um grupo de evangélicos que a acusavam de bruxaria. A jovem apenas pratica a espiritualidade tradicional de seu povo.

Segundo o boletim de ocorrência, os agressores a surpreenderam em casa, e carregavam consigo um facão, um martelo e pedaços de madeira. A mulher foi agredida com pauladas, socos e chutes. A vítima alega que conhece os agressores e o caso será investigado por lesão corporal dolosa.

Não é a primeira vez

Em 2019, anciãs do povo Guarani Kaiowá, da aldeia Taquaperi foram torturadas por pastores evangélicos no Mato Grosso do Sul. Acusadas de serem “macumbeiras” e de praticarem “bruxaria”, as mulheres foram agredidas com golpes de facão, socos, chutes e ainda foram chicoteadas. Os principais alvos de grupos neopentecostais no estado são mulheres, por serem as guardiãs da espiritualidade e valores culturais de suas etnias.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X