Connect with us

América do norte

Governo da Venezuela rejeita mais um ataque proferido pelo governo de Trump

“A decisão arbitrária nada mais é do que uma nova agressão do moribundo governo de Donald Trump contra o nobre povo venezuelano”, disse o ministro das Relações Exteriores da Venezuela

Nathália Urban

Published

on

O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, criticou no sábado uma decisão do tribunal dos EUA que autorizava a venda das ações da empresa controladora da refinaria norte-americana Citgo Petroleum Corp, chamando-a de resultado de um “processo judicial fraudulento”.

A Citgo é uma unidade da estatal venezuelana Petroleos de Venezuela (PDVSA). Um tribunal federal em Delaware aprovou esta semana a venda de ações para a mineradora canadense de ouro Crystallex, e a Citgo receber uma sentença de $1,4 bilhão para a expropriação de seus ativos, embora oficialmente falando as sanções dos EUA atualmente impeçam a transação.

Arreaza qualificou a decisão de “uma fraude processual que visa roubar do povo da República Bolivariana da Venezuela o principal bem que possui no exterior”.

Arreaza disse que o governo venezuelano não teve o direito de se defender. Advogados que trabalham com o Juan Guaido, reconhecido por Washington e dezenas de outros países como o legítimo líder da nação sul-americana, representaram a Venezuela no caso perante a corte estadunidense.

Os advogados de Guaidó argumentam que estão tentando preservar a propriedade da Citgo pela Venezuela.

Em sua rede social, Arreaza disse que “A Venezuela rejeita vigorosamente a decisão infame de um tribunal de Delaware em relação à nossa subsidiária nos Estados Unidos da PDVSA, Citgo . A decisão arbitrária nada mais é do que uma nova agressão do moribundo governo de Donald Trump contra o nobre povo venezuelano.”

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X