Connect with us

América Latina

Em mais uma provocação, Ivan Duque espalha mentiras sobre a Venezuela:

Em contraponto, o chanceler venezuelano Jorge Arreaza, reagiu em sua rede social dizendo: “Este homem não vacinou o primeiro colombiano, negou a vacinação aos migrantes e agora pede dinheiro à ‘Comunidade Internacional’ para vacinar os venezuelanos.

Cleber Lourenço

Published

on

Em entrevista à agência de notícias Reuters, o presidente colombiano Ivan Duque, pediu à comunidade internacional ajuda para obter vacinas contra COVID-19 para migrantes venezuelanos que não foram regularizados na Colômbia.

Importante ressaltar que Duque avisou que ainda que os migrantes venezuelanos irregulares não irão participar do Plano Nacional de Vacinação, alegando que o país não tem condição de arcar com os custos.

Em 31 de maio de 2020, a entidade Migración Colômbia notou que havia um movimento de retorno por parte dos migrantes. 1.764.883 migrantes venezuelanos estavam no país. No final de fevereiro, o número era 1.825.687; em março, foi para 1.809.872 e, em abril, para 1.788.380. O número de venezuelanos na Colômbia caiu 3,3% em relação a fevereiro, de acordo com relatório apresentado pela Migración Colômbia. No entanto, a autoridade destacou que foi identificado um fenômeno de retorno dos venezuelanos da fronteira ao interior do país.

O governo venezuelano por sua vez, implementou em um programa de repatriação para esses migrantes retornados, dando todo o apoio psicossocial, e atendimento médico se necessário. Esse plano foi criado justamente para atender os migrantes que retornavam ao país em virtude da pandemia.

Em contraponto, o chanceler venezuelano Jorge Arreaza, reagiu em sua rede social dizendo: “Este homem não vacinou o primeiro colombiano, negou a vacinação aos migrantes e agora pede dinheiro à ‘Comunidade Internacional’ para vacinar os venezuelanos. Implorando especialista por ineficiência. UTIs desmoronadas, tratamentos para o #Covid_19 escasso. Desastre!”

A Venezuela também está na terceira fase dos testes da vacina russa Sputnik V e apesar das sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos, anunciou a aquisição de 10 milhões de doses de vacina, através do bloco ALBA-TCP, o país também está fazendo parte do banco de vacinas que têm como intenção utilizar a vacina desenvolvida pelo governo cubano, a Soberana 2.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Nada é mais importante para a democracia do que um eleitorado bem informado. Apaixonado por jornalismo e política. Textos publicados em: Revista Forum, Congresso em Foco e no UOL (pelo blog Entendendo Bolsonaro)

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X