Connect with us

América Latina

Soberana 02: vacina desenvolvida em Cuba, será testada no exterior

Irã e Cuba fecham acordo para testagem da vacina Soberana 02, a primeira vacina desenvolvida na América Latina. Cuba também desenvolve uma vacina para ser aplicada via nasal.

Karla Burgoa

Published

on

O Finlay Vaccine Institute de Cuba e o Instituto Pasteur do Irã assinaram um acordo de colaboração nesta sexta-feira (8) em Havana, para complementar as evidências clínicas da vacina candidata contra COVID-19 produzida em Cuba, a Soberana 02.

Em sua conta oficial no Twitter, a entidade cubana explicou que esta sinergia permitirá um avanço mais rápido na imunização contra o vírus SARS-CoV-2 nos dois países.

Por sua vez, o grupo empresarial BioCubaFarma também destacou o compromisso com a cooperação entre as duas nações.

“O Instituto Pasteur do Irã tem uma longa história de colaboração com a BioCubaFarma. Hoje os laços de amizade entre os nossos dois países são reforçados com um novo acordo relacionado à vacina Soberana 02 do Instituto Finlay contra a Covid-19”, declarou a entidade.

O imunizante iniciou sua fase II de ensaios clínicos em 22 de dezembro, quando os primeiros voluntários receberam a imunização e se tornou o primeiro medicamento latino-americano a atingir esse estágio.

Nos dias anteriores e exclusivamente para Prensa Latina, o diretor do Instituto Finlay, Doutor em Ciências Vicente Vérez, explicou que se preparavam para realizar estudos de eficácia do imunizante no exterior.

Especificou que, após a fase II das investigações clínicas, terá início a terceira etapa dos ensaios, em que se prevê a avaliação da eficácia tanto no país caribenho como no exterior.

A candidata é uma vacina conjugada, na qual o antígeno do vírus, o domínio de ligação ao receptor (RBD), é químicamente ligado ao toxóide tetânico.

Segundo Vérez, o medicamento tem duas formulações e a segunda delas foi altamente eficaz em animais, pois desencadeou uma resposta imunológica muito poderosa a partir da primeira semana da primeira dose.

Também induz uma memória duradoura na resposta imune que, além de produzir anticorpos, os faz durar.

Finlay também desenvolveu o candidato Soberana 01, cujo ensaio clínico de fase I estava programado para ser concluído no final de 2020.

Além disso, o país  tem outras duas candidatas contra o COVID-19, preparados no Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia: Abdala e Mambisa. Esta última é aplicada de forma nasal.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. Pingback: Cuba produz o Nasalferón, remédio em gotas nasais para o enfrentamento do COVID-19 | Fonte [BR] - A embaixada das notícias

  2. Pingback: Cuba: Ontem acusada de terrorismo, hoje, vanguarda da saúde | Fonte [BR] - A embaixada das notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X