Connect with us

América do norte

Trump e seus terroristas não conseguiram impedir Biden

Apoiadores de Donald Trump invadiram prédios do governo ao redor do país, mas não foi o suficiente para impedir a certificação de Joe Biden

Ady Ferrer

Published

on

O dia 6 de janeiro foi marcado por uma tentativa de golpe orquestrada por Donald Trump e sua milícia armada. Em Washington, D.C., os terroristas invadiram o Capitólio e suspenderam a sessão de certificação da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais de 2020. Gabinetes foram invadidos e saqueados.

Mas a tentativa falhou e membros do Senado e da Casa dos Representates voltaram a se reunir durante a noite. Às 3 horas da manhã, horário local, Joe Biden foi certificado como o 46° Presidente dos Estados Unidos.

Em nota, Donald Trump diz que a transição será pacífica, mesmo “discordando do resultado das eleições”. O pronunciamento precisou ser postado pelo perfil de seu diretor de redes sociais, Dan Scavino, pois Twitter, Facebook, Instagram e Snapchat bloquearam a conta de Trump por incentivar a violência.

INVASÕES AO REDOR DO PAÍS

Em Washington, D.C., uma mulher foi baleada ao tentar invadir o Capitólio e morreu no hospital horas depois. Ela foi identificada como Ashli Babbitt, que serviu 14 anos no exército e era seguidora do QAnon. Também foram confirmadas outras 3 mortes por “casualidades médicas”. No total, 52 pessoas foram presas.

O toque de recolher imposto às 6 da tarde não foi respeitado e a polícia precisou usar bombas de gás para dispersar a multidão que permanecia em frente ao prédio. Durante a madrugada, terroristas e polícia entraram em confronto em diversas ruas da cidade.

Mas não foi apenas na capital do país que os terroristas agiram. No Capitólio do Estado da Georgia, trumpistas se reuniram em frente ao prédio, forçando o secretário de estado, Brad Raffensperger, a ser retirado as pressas do local. Raffensperger gravou e divulgou uma ligação em que Donald Trump o pressiona a cometer fraude eleitoral.

No estado de Washington, terroristas invadiram a mansão do governador do estado, o democrata Jay Inslee. O político e sua família foram levados a um lugar seguro.

Em Oregon, os trabalhos foram suspensos no Capitólio do estado quando os terroristas entraram em confronto com a polícia.

Imagems de Salem, no estado de Oregon

No Kansas, terroristas conseguiram uma permissão para protestar dentro do capitólio do estado e permaneceram reunidos no primeiro andar. Em Minnesota, terroristas invadiram o prédio. Funcionários do Capitólio dos estados de Utah e Novo México também foram evacuados por protestos. No Texas, o prédio foi fechado preventivamente. Do lado de fora do prédio no Arizona, uma guilhotina foi exposta.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista formada pela UCPel-RS, especialista em Relações Internacionais pela UnB e pós-graduanda em Cinema e Audiovisual pela Belas Artes de São Paulo. Podcaster no MIDcast política, #AdyNews e SulCast.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: Mais um: Shopify deleta contas de Trump na plataforma | Fonte [BR] - A embaixada das notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X