Connect with us

Brasil

Ministério da Saúde exibe informações desatualizadas sobre transmissão e prevenção da covid-19

Tanto em seu site quanto em seu aplicativo, o ministério da saúde vem compartilhando informações desatualizadas acerca da covid-19.

Cleber Lourenço

Published

on

Em seu site, o Ministério afirma que a covid-19 não é transmitida pelo ar, segundo a pasta, a principal forma de contágio é via aperto de mãos.

Em julho Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu que a transmissão da Covid-19 pelo ar pode ocorrer pelo ar, isso após após pressão da comunidade científica pedindo a reavaliação sobre a transmissão aérea.

A publicação cientifica Clinical Infectious Diseases já havia publicado uma carta assinada, 239 especialistas de 32 países apontando fortes evidências indicando que partículas flutuantes do vírus podem infectar indivíduos que as inalam.

A explicação era de que como essas partículas menores que são exaladas podem permanecer no ar, os cientistas pediram à agência que atualizasse as suas diretrizes. Algo que foi atualizado pela OMS.

Na ocasião, Maria Van Kerkhove, principal autoridade técnica da OMS para a pandemia de Covid-19, declarou em entrevista coletiva que: “Temos conversado sobre a possibilidade de transmissão pelo ar e transmissão por aerossol como uma das modalidades de transmissão da Covid-19”.

Em agosto, um estudo da Universidade de Flórida também confirmou a tese de que o vírus pode sobreviver no ar.

Acontece que o Brasil, infelizmente, não atualizou sua informações, algo fundamental no combate à uma pandemia.

Aplicativo

Já o aplicativo “Coronavírus SUS”, também do Ministério da Saúde, afirma que o uso de máscara é recomendado apenas em casos onde a pessoa apresentar tosse e que no caso de pessoas saudáveis o uso de máscara deve ser apenas em situações específicas:

A orientação disponível no aplicativo também contraria a recomendação da OMS. Em junho do ano passado a organização já havia recomendado o uso de máscaras em público onde houver transmissão ampla da doença e em situações em que o distanciamento social não é possível, como no transporte público.

Aparentemente a orientação do aplicativo do Ministério é baseada em uma recomendação já desatualizada do conselho da OMS de que as máscaras médicas fossem usadas por pessoas doentes e por quem cuida delas.

Há mais de seis meses a OMS afirma que as máscaras devem ser usadas em público para ajudar a impedir a propagação do coronavírus. A Sociedade Brasileira de Imunologia recomenda o uso de máscaras até mesmo ao ar livre.

Diversas redes sociais indicam o site que possui informações desatualizadas em posts que tratem sobre a pandemia no Brasil.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Nada é mais importante para a democracia do que um eleitorado bem informado. Apaixonado por jornalismo e política. Textos publicados em: Revista Forum, Congresso em Foco e no UOL (pelo blog Entendendo Bolsonaro)

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X