Connect with us

América do norte

EUA x Irã: Escalada das tensões na véspera do aniversário de morte de Soleimani

Irã posta vídeo mostrando suas forças atacando uma base dos Estados Unidos e especialistas se preocupam com os últimos dias de Donald Trump na Casa Branca.

Ady Ferrer

Published

on

Já reportamos aqui sobre a preocupação com o aniversário de 1 ano do assassinato de Qassem Soleimani, morto em 3 de janeiro de 2020 por um ataque aéreo dos Estados Unidos. Ontem, um dia antes da data, o Irã divulgou um vídeo mostrando suas forças atacando uma base norte-americana. Na montagem, águias, animal símbolo dos Estados Unidos, atacam os soldados norte-americanos enquanto mísseis atingem a base.

O vídeo, postado em várias redes sociais, surge um dia depois do Irã afirmar estar evitando conflito, mas que não aceitará uma manobra de ameaça dos Estados Unidos. Em carta enviada ao Conselho de Segurança da ONU, o país também condenou a retórica de ameaça por parte do governo de Donald Trump. O Ministro das Relações Exteriores do Irã também tweetou “o Irã não busca guerra, mas vai ABERTAMENTE E DIRETAMENTE defender seu povo, segurança e interesses vitais”.

Também alertou para uma “armadilha” fabricada pelo Iraque. No último mês, houve ataques sistemáticos perto da embaixada norte-americana no país. Washington culpa milícias apoiadas pelo Irã, mas nenhum grupo assumiu a responsabilidade ainda.

Na quarta-feira, 30, os Estados Unidos movimentaram seus aviões bombardeiros B-52 para o Golfo Pérsico, como uma mensagem ao Irã. Essa movimentação gerou apreensão entre especialistas.

Segundo Danny Postel, diretor-assistente do Centro para Estudos Internacionais e Afins na Northwestern University, Donald Trump está sendo pressionado por seus aliados no Oriente Médio (Israel e Arábia Saudita) para agir.

“Trump tem algumas semanas ainda e nós sabemos que ele é capaz de comportamentos extremamente erráticos. Pode ser que seu ataque mais imprudente ainda está por vir” – alerta.

Com a saída de Trump da Casa Branca, especialistas acreditam que o Irã não dará pretextos para guerra agora. No entanto, a preocupação é que Donald Trump queira uma guerra para chamar de sua e assim complicar os planos do seu sucessor. Joe Biden, presidente eleito, pretende reintegrar o acordo nuclear com o Irã, assinado por Barack Obama. Donald Trump retirou o país do acordo em 2018 – e, desde então, o Irã vem ameaçando descumprir o acordo.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista formada pela UCPel-RS, especialista em Relações Internacionais pela UnB e pós-graduanda em Cinema e Audiovisual pela Belas Artes de São Paulo. Podcaster no MIDcast política, #AdyNews e SulCast.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: 1 ano do assassinato de Soleimani é lembrado no Oriente Médio | Fonte [BR] -

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X