Connect with us

América Latina

Cuba poderá imunizar toda a sua população contra COVID-19 com vacina própria, no primeiro semestre de 2021

Soberanas 01 e 02 podem ser as primeiras vacinas contra o coronavírus desenvolvidas na América Latina

Karla Burgoa

Published

on

Segundo o diretor do Finlay Vaccine Institute (IFV), Vicente Vérez Bencomo, entrevistado pelo jornal oficial cubano Granma, o país caribenho de 11 milhões de habitantes tem capacidade para “imunizar a população cubana contra o vírus SARS-CoV-2. ” que atualmente, é o único país da América Latina que está desenvolvendo vacinas próprias contra a covid-19.

Vérez fez a declaração perante o presidente cubano Miguel Díaz-Canel durante uma visita ao IFV, onde estão sendo desenvolvidos dois projetos de vacinas cubanas contra Covid-19: Soberana 01 e Soberana 02. “As soberanas avançaram de forma importante no ensaio clínico, e a Soberana02 entrou na fase 2”, disse Vérez. 

Ele acrescentou que ambos mostraram bons resultados em termos de segurança e resposta imunológica, “A Soberana  02 em específico, devido às suas características, apresentou uma resposta imunológica precoce por enquanto (aos 14 dias), o que torna possível passar para a fase 2 do ensaio clínico mais rapidamente”, afirmou.

O responsável explicou que em Janeiro cerca de 1.000 voluntários serão vacinados nas diferentes formulações do Soberana 02, “para posteriormente, após as devidas avaliações e autorizações, entrar na fase 3” com a participação de cerca de 150.000 pessoas em Havana.

“A Soberana 02 já se encontra no Projeto da Organização Mundial da Saúde (OMS), cujo site é uma referência para informações oficiais sobre as vacinas contra covid-19 que estão em testes clínicos ”, informou o Instituto Finlay em sua conta oficial na rede social no Twitter.

As negociações também estão progredindo para desenvolver a fase 3 do ensaio clínico Soberana 02 em outros países, devido à baixa prevalência de Covid-19 na população cubana, acrescentou.

“À família Finlay, junto com os de outros centros que trabalharam no desenvolvimento de Soberana, expressamos nossa gratidão pelo que fizeram e respeito e confiança no que vamos continuar fazendo”, enfatizou o Presidente Díaz- Canel.

Além disso, Cuba tem outras duas candidatas a vacinas contra a covid-19, preparadas no Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB): “Abdala” e “Mambisa”. Esta última será aplicada por via nasal.

Se todas as fases de testes forem concluídas e se sua segurança e eficiência puderem ser provadas, essa pode ser a primeira vacina contra o coronavírus desenvolvida na América Latina.

Embora a ilha de 11,2 milhões de habitantes enfrenta atualmente um surto de casos por conta da abertura de fronteiras, ela mantém sob controle a propagação da doença com 12.434 casos e menos de 150 mortes até o momento, números baixos se comparados aos países vizinhos.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. Pingback: Cuba produz o Nasalferón, remédio em gotas nasais para o enfrentamento do COVID-19 | Fonte [BR] - A embaixada das notícias

  2. Pingback: Cuba: Ontem acusada de terrorismo, hoje, vanguarda da saúde | Fonte [BR] - A embaixada das notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X