Connect with us

América Latina

Com 400 casos diários de COVID-19, a Venezuela vai entrar em lockdown a partir desta segunda

No final do ano, o número de pessoas infectadas pela COVID-19 havia sido de 437 novos diagnósticos nas últimas 24 horas.

Karla Burgoa

Published

on

A Vice Presidente Executiva da República, Delcy Rodríguez, informou na última sexta-feira (1) que a Comissão Presidencial de Controle e Prevenção da COVID-19 decidiu retomar o esquema de quarentena 7+7 com o início de isolamento radical a partir de segunda-feira, 4 de janeiro à meia-noite até domingo, 10 de janeiro.

Através de sua conta na rede social Twitter, Rodriguez indicou que a medida se baseia na atenção ao desenvolvimento epidemiológico da COVID-19 durante o mês de dezembro.

No mês de dezembro, o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, determinou um mês de flexibilidade controlada durante o período natalino, para preservar as tradições, compartilhar com a família e em busca de reativar a atividade econômica. 

No final de 2020, a Comissão Presidencial para o Controle e Prevenção da COVID-19 informou que o país registrou o maior número de pessoas infectadas durante as duas últimas semanas. Na quinta-feira, 31 de dezembro, a Comissão Presidencial contra o Coronavírus informou que o número de casos positivos para COVID-19 havia registrado 437 pessoas infectadas nas últimas 24 horas.

O número foi o mais alto do último mês do ano na Venezuela, após o destacado em 21 de dezembro, quando se registrou 438 novos diagnósticos. Nesta ocasião, cada um dos casos tinha origem comunitária.

Método 7+7

Dentre as medidas implementadas pela Venezuela, destaca-se o método 7+7 Plus, que inclui sete dias de relaxamento supervisionado e sete dias de quarentena radical, além de periphytoning constante com campanhas de conscientização da doença, bem como a supervisão das forças de segurança das normas de biossegurança.

Até hoje, foram confirmados 114.083 casos no país, a taxa de mortalidade é baixa e 108.086 pessoas se recuperaram, representando uma taxa de recuperação de 95%.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X