Connect with us

Brasil

Só o secretário? Fux deveria exonerar-se pela filha desembargadora e pelos penduricalhos

A filha sem prática juridica virou desembargadora, antes, FUX havia defendido o pedido do tal secretário, “feito de forma educada e ética”, segundo o ministro.

Quais são privilégios que o ministro se opõe?

Cleber Lourenço

Published

on

Hoje as manchetes dos jornais alardeavam que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux exonerou secretário que pediu à Fiocruz a reserva de sete mil vacinas contra a Covid-19 para o STF.

O Ministro lavajatista e populista logo correu para a torcida e declarou: “Sempre fui contra privilégios”. Cômico, já que há quatro dias atrás (no dia 24), Fux havia justificado o pedido: “Nós fizemos, de forma educada e ética, um pedido”.

Fux, o anti-privilégios fez a festa no caso do auxílio moradia para juízes, ele deu uma liminar autorizando o pagamento. Ficou sentado sobre essa liminar por 4 anos, e só liberou pra votação em plenário em 2018 quando a coisa ficou crítica. Mesmo assim, ele só liberou depois garantido o aumento salarial de 16,6% assinado por, Michel Temer. Aí o prejuízo jogado nas costas da sociedade subiu pra R$ 4 bilhões.

Também não se eximiu de fazer uma campanha pesada para que a filha, inexperiente, se tornasse desembargadora no Rio de Janeiro, segundo a Revista Piauí, “em maio de 2014, Fux recebeu desembargadores, ministros de cortes superiores e o então governador Luiz Fernando Pezão (hoje presidiário) em um almoço na serra de Petrópolis. Vários convidados chegaram de helicóptero. Por essa época, multiplicaram-se os relatos de telefonemas de Fux a bancas e gabinetes de magistrados e políticos pedindo apoio para a filha. Era, segundo diziam alguns deles, “um campanhão” de porte inédito para uma vaga no TJ”.

A jovem desembargadora chegou a ter seu nome impugnado por falta de prática jurídica, mas isso não impediu que a pressão de seu pai lhe colocasse na lista tríplice. Acabou sendo nomeada por Pezão, o presidiário.

Gostaria de saber a quais privilégios o Ministro e sua peruca eloquente se opõem.

Infelizmente, no fim, quem pagou o pato foi o soldado raso. Não adiantou, mesmo Fux explicando: “Nós fizemos, de forma educada e ética, um pedido”.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Nada é mais importante para a democracia do que um eleitorado bem informado. Apaixonado por jornalismo e política. Textos publicados em: Revista Forum, Congresso em Foco e no UOL (pelo blog Entendendo Bolsonaro)

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X