Connect with us

América do norte

Mulher fora do grupo de risco nos EUA se gaba no Facebook que foi vacinada por ter contatos

O hospital não confirmou que uma mulher específica havia sido vacinada, mas disse que, depois que os médicos e a equipe receberam a vacina, “havia várias doses restantes”.

Cleber Lourenço

Published

on

apps blur button close up

Um hospital da Califórnia está reconheceu que deu a vacina COVID-19 a “várias” pessoas que não são profissionais de saúde ou de grupos de risco.

A confissão veio depois que uma mulher postou no Facebook para se gabar de que recebeu uma dose porque um membro da família tinha conexões.

“Quando acordei esta manhã, não pensei que iria tomar a vacina COVID-19 hoje. Mas aqui estamos. Estou muito feliz ”, escreveu a mulher, que supostamente é uma funcionária da Disney de 33 anos, em uma postagem que já foi excluída.

Estranhamente, ela acrescentou: “A ciência é basicamente minha religião, então isso foi muito importante para mim”.

O site Pasadena Star-News informou que a mulher, cujo nome foi omitido, postou uma foto de um cartão de vacinação do Redlands Community Hospital.

O hospital não confirmou que uma mulher específica havia sido vacinada, mas disse que, depois que os médicos e a equipe receberam a vacina, “havia várias doses restantes”.

Ele acrescentou: “Como a vacina Pfizer deve ser usada em poucas horas ou descartada, várias doses foram administradas a profissionais de saúde fora da linha de frente para que a vacina não fosse jogada fora.”

A ddeclaração não faz sentido e também não é verídica, segundo a própria Pfizer “a vacina deve ser armazenada a temperatura -75º C (±15) por até 6 meses. Para possibilitar o transporte aos diferentes países ou locais de aplicação, a Pfizer desenvolveu uma embalagem com potencial de armazenamento na temperatura necessária a base de gelo seco. Nesta embalagem, os frascos de vacina podem ser mantidos por até 30 dias, desde que a correta manutenção do gelo seco seja realizada. A vacina pode ainda ser mantida no refrigerador comum por até 5 dias”.

Essa ssemana autoridades de saúde do estado de Nova York, nos Estados Unidos, anunciaram que estão estão investigando uma rede de saúde por supostamente violar as diretrizes de distribuição de vacina da covid-19. Segundo Howard Zuker, secretário de saúde do estado, a empresa ParCare Community Health Network comprou doses da vacina de forma ilegal e distribuiu entre suas filiais ao redor do país.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Nada é mais importante para a democracia do que um eleitorado bem informado. Apaixonado por jornalismo e política. Textos publicados em: Revista Forum, Congresso em Foco e no UOL (pelo blog Entendendo Bolsonaro)

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X