Connect with us

América Latina

Líder sindical indígena é brutalmente assassinado em Honduras

O ataque que matou Vasquez ocorreu em sua casa por volta das 20h30 com parentes, a maioria jovens e crianças que supostamente dependiam de Vasquez desde o falecimento de sua esposa no ano passado.

Nathália Urban

Published

on

O líder indígena do povo Lenca, Félix Vásquez foi assassinado na noite de sábado em sua casa na aldeia de Ocotal, em Santiago de Puringla, no departamento de La Paz, Honduras.

Vasquez foi secretário-geral da União dos Trabalhadores Rurais no departamento de La Paz e foi pré-candidato ao Congresso pelo partido de esquerda Libertad y Refundación (LIBRE), partido do ex-presidente Manuel Zelaya, que em 2010 sofreu um golpe de estado orquestrado pelos Estados Unidos e perdeu o poder. Ele havia decidido entrar na política eleitoral como uma forma de defender direitos, principalmente contra a invasão de grandes latifundiários em áreas de reserva natural.

O ataque que matou Vasquez ocorreu em sua casa por volta das 20h30 com parentes, a maioria jovens e crianças que supostamente dependiam de Vasquez desde o falecimento de sua esposa no ano passado. Quatro homens em balaclavas entraram na casa armados com uma pistola 9 mm e facões, atirando em Vasquez e aterrorizando sua família. Há alguns meses atrás, o líder indígena já havia denunciado uma tentativa de assassinato contra sua pessoa.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X