Connect with us

América Latina

Argentina atropela o Brasil na vacinação contra a covid-19

País recebeu 300 mil doses de vacina da Sputnik V e pretende iniciar a vacinação entre os profissionais de saúde.

Karla Burgoa

Published

on

A primeira etapa do programa de vacinação covid-19 da Argentina começará na próxima semana, em Buenos Aires. Nicolás Kreplak, vice-ministro da Saúde da província de Buenos Aires, anunciou no sábado que as primeiras vacinas serão distribuídas aos trabalhadores médicos a partir da próxima terça-feira (29) .

“O primeiro lote é para o sistema de saúde, não importa se é público ou privado, mas se está dentro do sistema de saúde. Os primeiros serão aqueles em unidades de terapia intensiva e fechadas”, disse o vice-ministro em uma declaração à Rádio Mitre.

O anúncio veio um dia após a chegada na Argentina das primeiras 300.000 doses da vacina russa Sputnik V contra o coronavírus. De acordo com Kreplak, 123.000 unidades são para a província de Buenos Aires. O funcionário também esclareceu que a Argentina e a Rússia já estabeleceram um acordo em duas entregas de mais de 15 milhões cada uma para janeiro e fevereiro.

O plano projetado pela Casa Rosada estabelece que os primeiros a receberem a vacina, além do pessoal de saúde, serão as pessoas entre 18 e 59 anos com doenças pré-existentes, aqueles com mais de 60 anos, assim como o pessoal policial, docente e auxiliar. O coronavírus já causou 42.501 mortes no país e quase 1,6 milhão de casos até o momento

De acordo com Kreplak, “nos primeiros dias eles vão vacinar pessoas com menos de 60 anos em terapia intensiva e depois pessoas com comorbidades”. Ele também esclareceu que a imunização dos idosos ainda não é permitida: “Quando for autorizado que pessoas com mais de 60 anos possam ser vacinadas, nós o faremos”.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X