Connect with us

América Latina

Em menos de uma semana, México recebe segundo carregamento de vacinas contra o coronavírus

O México começou a aplicar as primeiras vacinas contra Covid-19 na quinta-feira, dando prioridade aos agentes médicos que lutam diariamente contra a pandemia de coronavírus.

Karla Burgoa

Published

on

O México recebeu, na manhã deste sábado (26), o segundo carregamento de vacinas contra o coronavírus SARS-CoV-2 dos laboratórios da Pfizer/BioNTech em uma semana, como já havia previsto o governo do Presidente Andrés Manuel Lopez Obrador (AMLO).

O embarque chegou às 14H45 GMT em um avião da Bélgica que era esperado na pista por executivos do Instituto Mexicano de Seguridade Social (IMSS), do Ministério das Relações Exteriores do México e da Marinha.

Do número total de doses, 34.125 foram enviados à capital mexicana, enquanto outras 8.775 doses irão para a cidade de Monterrey (Nuevo Leon, ao norte) para serem aplicadas ao pessoal médico que lida com a pandemia, informou o Ministério das Relações Exteriores.

“Hoje continuamos um marco na saúde pública”, disse à imprensa Miriam Veras, diretora geral do Centro Nacional de Saúde da Criança e do Adolescente.

Um primeiro lote de 3.000 doses da vacina contra o novo coronavírus desenvolvido pelas empresas americanas e alemãs chegou ao México na quarta-feira passada, e um dia depois começou sua campanha de imunização.

O México assumiu assim a liderança na vacinação de seus trabalhadores da saúde junto com o Chile e a Costa Rica, que também começaram seu plano de vacinar com a mesma vacina na quinta-feira.

Juntamente com os produtos biológicos neste segundo carregamento, eles totalizam 45.900 doses dos 34,4 milhões que as empresas farmacêuticas se comprometeram a entregar até a segunda metade de 2021 em acordos com o governo mexicano.

A primeira fase da vacinação se concentra nos agentes de saúde encarregados de combater a covid-19, que já deixou 2.330 trabalhadores da saúde mortos, incluindo médicos, enfermeiros, carregadores de maca e limpadores.

A segunda dose será administrada em três semanas, como requerido pelo tratamento Pfizer/BioNTech.

“É estratégico proteger aqueles que nos protegeram e continuam a nos proteger ao longo deste ano”, disse Zoé Robledo, diretora do Instituto Mexicano de Seguridade Social (IMSS), durante a recepção das vacinas.

De fevereiro de 2021 até 2022, a população em geral será servida de acordo com sua idade e nível de risco.

A pandemia deixou 121.837 mortos e 1.372.243 infectados no México, com uma população de 129 milhões de habitantes, de acordo com os números oficiais divulgados na sexta-feira.

O país latino-americano assinou acordos por 1,659 milhões de dólares com vários laboratórios para comprar até 200 milhões de doses que permitirão a imunização gratuita de até 116 milhões de mexicanos entre 2020 e 2021, de acordo com o Ministério da Fazenda.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista boliviana, periodista potiguar. Formada pela UFRN, já trabalhou com telejornalismo diário e rádio, e atualmente, busca por meio da escrita, contribuir por uma mídia brasileira que enxergue a América Latina além dos esteriótipos

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X