Connect with us

Ásia

Rússia enfrenta índice alto de pessoas que não querem se vacinar

No Brasil, o representante da Sputnik V é o Paraná, que vem testando a vacina em voluntários. O imunizante tem se apresentado com 91% de eficácia em estudos feitos na Rússia.

Ady Ferrer

Published

on

Não é só o Brasil que enfrenta problemas com parte da população que não acredita na eficácia das vacinas. Um dos maiores desafios do governo da Rússia é convencer a população de que sua vacina, a Sputnik V, é segura.

A Rússia foi o primeiro país a aprovar uma vacina de covid-19, em agosto, mas os testes da Sputnik V ainda não tinham sido feitos e seus resultados só foram divulgados meses depois. O movimento teve uma resposta negativa: apenas 38% dos russos devem se vacinar, segundo o VCIOM, o centro de pesquisa de opinião pública do país.

A credibilidade da vacina também é atacada por fake news de diferentes frentes. Para amenizar o problema, Vladimir Putin afirmou que uma de suas filhas recebeu a dose do imunizante, teve uma pequena febre no dia da injeção, mas voltou ao normal e passa bem.

A campanha de vacinação em massa do país começou no início do mês para pessoas de 18 a 60 anos, sem doenças crônicas. Representantes russos já entraram em acordo com a AstraZeneca para testar uma combinação dos dois imunizantes.

No Brasil, o representante da Sputnik V é o Paraná, que vem testando a vacina em voluntários. O imunizante tem se apresentado com 91% de eficácia em estudos feitos na Rússia.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Jornalista formada pela UCPel-RS, especialista em Relações Internacionais pela UnB e pós-graduanda em Cinema e Audiovisual pela Belas Artes de São Paulo. Podcaster no MIDcast política, #AdyNews e SulCast.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X