Connect with us

Oriente Médio

Enviado da ONU alerta sobre plano de Israel para dividir a Cisjordânia

Israel ocupou a Cisjordânia durante uma guerra em 1967 e, desde então, ocupou o território com assentamentos ilegais.

Nathália Urban

Published

on

soldiers-military-usa-weapons-87772.jpeg

O enviado da ONU Nikolay Mladenov avisa sobre o plano de Israel de separar o norte da Cisjordânia do sul, dizendo que tal perspectiva seria o resultado dos projetos de construção que o regime vem elaborando no ano passado.

Nikolay Mladenov fez os comentários na terça-feira, dizendo que tal perspectiva seria o resultado dos projetos de construção que o regime vem elaborando no ano passado, informou a agência de notícias palestina Safa.

Ele descreveu os planos de assentamento como controversos, dizendo que apenas um envolve a construção de até 1.200 novas unidades de colonos no bairro de Givat HaMatos, na cidade sagrada ocupada de Jerusalém al-Quds na Cisjordânia.

Como resultado do megaprojeto, a cidade seria separada da cidade de Belém, que está localizada mais ao sul, na Cisjordânia, e do restante das áreas que ficam no sul do território ocupado por Israel.

O frenesi de construção do regime israelense foi interrompido este ano por oito meses, lembrou Mladenov. No entanto, apesar do hiato bastante prolongado, o regime construiu tantas unidades de colonos neste ano quanto durante todo o 2019, metade das quais nas profundezas da Cisjordânia, disse ele.

De acordo com o governante, tais atividades minam a perspectiva da chamada “solução de dois estados”, que prevê o estabelecimento de um estado palestino.

Israel ocupou a Cisjordânia durante uma guerra em 1967 e, desde então, pontuou o território com assentamentos ilegais.

No início deste ano, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse concordar com a “anexação” do regime das áreas nas quais os assentamentos foram construídos.

Na terça-feira passada, a agência de notícias palestina Wafa disse que Israel aprovou a construção de 8.300 unidades de colonos na Cisjordânia por meio de um projeto de 20 anos que praticamente permitiria a anexação do território ocupado.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X