Connect with us

Brasil

A “vacina da Madureira” e quando a imprensa falha em seu papel de informar

Para quem conhece a história do boimate ou o caso da Escola Base, certamente a confusão com a vacina de Madureira não surpreende.

Cleber Lourenço

Published

on

De 2018 pra cá vivemos uma intensa campanha de combate às fake news, uma intensa campanha de conscientização orientando a população a procurar apenas veículos de imprensa reconhecidos para se informarem. Principalmente agora em tempos de pandemia, graças ao coronavírus, esse apelo foi reforçado.

Mas o que acontece quando quem deveria informar falha e se comporta como um blog de veracidade duvidosa? É o que aconteceu no caso da “vacina de Madureira”.

A história

No ultimo domingo (20), a esfera bolsonarista nas redes começa (mais uma vez) a sua camapanha de difamação contra a vacina produzida no instituto Butantan, algum deles publicaram uma imagem da Sinovac dizendo que ela estava sendo vendida em Madureira, no Rio de Janeiro.

Na segunda-feira (21), surge um “meme” (uma brincadeira de internet), onde o autor afirma ter visto com os próprios olhos e falado com ambulantes de Madureira. Não demorou para então sites grandes como UOL, Veja, Metrópoles e Tecmundo seguirem no mesmo embalo. O famoso jornalismo de manada.

A Folha de São Paulo fez, inclusive, mandou seus jornalistas “apurarem” a história. Outro erro absurdo, não foi feita uma apuração foi básicamente mais uma vez o jornalismo declaratório que afunda o país: ligaram para o autor do meme e publicaram tudo que ele falou, surreal.

Foi o suficiente para a Folha publicar: “”Camelôs vendem vacina falsa contra Covid-19 por R$ 50 no Rio”.

Notem, o autor do post disse que a venda era feita encima de uma passarela, mas notem o chão da foto, não condiz com o piso de uma passarela:

Imagem

O jornalista Marco Faustino foi atrás da história e matou a charada, a foto era de um evento promovendo a vacinação da população feito por uma empresa

Com o vexame já em cima do palco, restou para a Folha de São Paulo, um “erramos” em suas redes:

Enfim, a história toda parece não passar de uma versão “requentada” de uma outra notícia dada em outubro desse ano onde a Anvisa emitiu um alerta sobre uma falsa vacina de Oxford contra a Covid que estaria sendo vendida em Niterói, também no Rio de Janeiro.

O jornalismo de manada

Para quem conhece a história do boimate ou o caso da Escola Base, certamente a confusão com a vacina de Madureira não surpreende.

Infelizmente a imprensa brasileira em sua grande maioria, manipulou resultados eleitorais, conduziu o debate político e social do no país de maneira agressiva, excitou controvérsias infundadas e descabidas, e falhou a reportar a situação em que o país caminhava com a lava jato.

Tudo isso por conta do jornalismo de manada, onde veículos confiam em apurações de terceiros sem qualquer cautela com o único objetivo de lucrarem com a convulsão social de lides e manchetes de jornalismo declaratório irresponsáveis.

Para uma população que possui latentes dificuldades em distinguir o que é mentira do que é verdade nas redes sociais, o episódio da semana é mais uma contribuição para que o bom jornalismo seja mais uma vez penalizado e bons jornalistas sejam perseguidos e gratuitamente agredidos e ameaçados por simplesmente fazerem o seu trabalho: informar.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Nada é mais importante para a democracia do que um eleitorado bem informado. Apaixonado por jornalismo e política. Textos publicados em: Revista Forum, Congresso em Foco e no UOL (pelo blog Entendendo Bolsonaro)

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: Editorial | A esquerda não quer vencer a batalha da comunicação | Fonte [BR] - A embaixada das notícias

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X