Connect with us

Europa

Mesmo com a vacina, Reino Unido eleva restrições contra a covid-19

Essa nova cepa foi responsável por incríveis 60% dos novos casos de COVID-19 em Londres na semana passada.

Nathália Urban

Published

on

crop couple browsing smartphones in subway carriage

O premier britânico, Bóris Johnson, anunciou que, sob as novas restrições de nível 4 (mais severa) na região Sudeste da Inglaterra e em Londres. As pessoas nessas áreas serão obrigadas a “ficar em casa” e o varejo não essencial, locais internos de lazer e entretenimento e serviços de cuidados pessoais deverão fechar. As “bolhas de Natal” foram canceladas para todas as áreas 4, ou seja o plano inicial do governo britânico de permitir que famílias de 3 residências diferentes pudessem se visitar no período das festas não vai mais acontecer. Cerca de 18 milhões de pessoas serão afetadas por essas medidas.

Cepa Mutante

Em seu pronunciamento Johnson parecia  desconfortável disse que não tinha ‘alternativa’ a não ser agir depois de tomar conhecimento sobre uma nova cepa mutante do coronavirus, com a capacidade de propagação de mais de 70% em comparação que as outras.

Essa nova cepa foi responsável por incríveis 60% dos novos casos de COVID-19 em Londres na semana passada.

Escócia e País de Galês aumentam suas restrições

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon anunciou a proibição de viajar do resto do Reino Unido para a Escócia e fechou sua fronteira.

Sturgeon, disse que o nível mais severo de restrições ao coronavírus se aplicaria em toda a Escócia por três semanas a partir do dia 26 de dezembro.

O País de Gales entrará em um fechamento nacional a partir da meia-noite de sábado, com as bolhas natalinas canceladas para todos, exceto o dia de Natal.

Mark Drakeford, o primeiro ministro, anunciou as regras de “ficar em casa” depois de uma reunião de gabinete de emergência em meio a preocupações com uma nova cepa de coronavírus, que ele disse estar presente “em todo o País de Gales”.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X