Connect with us

América do norte

A problemática representatividade do primeiro chefe do Pentágono negro

Dado o histórico dos democratas que durante a administração Obama, que sob a batuta de Hillary Clinton, quase empurraram o mundo para uma terceira guerra mundial. É no mínimo, preocupante a forma como as coisas estão se desenhando.

Cleber Lourenço

Published

on

Joe Biden, saudado por progressistas no mundo todo por vencer o extremista Donald Trump, mostra que a lua de mel está para acabar.

O ex-general Lloyd Austin, escolhido para liderar o Departamento de Defesa faz parte do conselho da Raytheon, um importante fornecedor de bombas para a guerra EUA-Arábia Saudita no Iêmen, que fez lobby agressivo contra a restrição das vendas de armas à coalizão saudita.

A nomeação do general, recém aposentado (deixou a tropa há 4 anos), antes mesmo de tomar posse do seu cargo, já começa a causar o mesmo desastre que as nomeações militares no Brasil, causaram.

O trabalho do secretário de defesa, assim como o Ministro da Defesa no Brasil, é criado com o propósito de garantir a supervisão civil dos militares. Felizmente, diferente do Brasil, esse cargo exige uma dispensa da Câmara e do Senado para colocar um militar recém-aposentado no cargo.

Além disso, Lloyd é um membro do um fundo – Pine Island Acquisition Corp. – que investe em empreiteiros do ramo militar.

A nomeação do general é duplamente problemática, ainda mais em uma semana onde uma conspiração durante a administração Trump, para justificar bombardeios americanos na Síria foi revelada.

O governo Biden aparentemente está disposto a inserir com força total o mercado financeiro dentro da administração americana.

Ronald Klain, executivo de capital de risco;

Steve Ricchetti, ex-farmacêutico, lobista de seguros;

Jen O’Malley Dillon, co-fundador da empresa que representa o setor farmacêutico e patrimônio privado;

Antony Blinken, co-fundador de uma empresa que representa grandes empresas de defesa e tecnologia;

Linda Thomas-Greenfield, vice-presidente sênior licenciada da empresa que representou a gigante de mineração com sede na Suíça, Glencore.

Notem, Blinken foi nomeado para a posto de Secretário de Estado outro posto importante na administração americana e tomado por outro representante do complexo industrial-militar.

Dado o histórico dos democratas que durante a administração Obama, que sob a batuta de Hillary Clinton, quase empurraram o mundo para uma terceira guerra mundial. É no mínimo, preocupante a forma como as coisas estão se desenhando.

Não que os Republicanos sejam muito diferentes, na verdade a diferença entre eles e os democratas, é que o segundo não coloca a própria população como inimiga.

Aproveitando o ensejo….
Aqui na Fonte BR, trabalhamos muito para entregar para vocês informações de qualidade amparadas unicamente na realidade dos fatos. Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você?
Clique aqui e seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo.

Nada é mais importante para a democracia do que um eleitorado bem informado. Apaixonado por jornalismo e política. Textos publicados em: Revista Forum, Congresso em Foco e no UOL (pelo blog Entendendo Bolsonaro)

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escolha a Fonte!

Que tal apoiar o jornalismo independente que fazemos para você? Seja um assinante. Fortaleça o bom jornalismo. 

X